quarta-feira, 15 de abril de 2015

Quem sou eu?

Na partícula ínfima desse universo de coisas, quem sou eu?
Poderia dizer de cara, metade a mãe, metade o pai.
Mas estaria sendo ingênuo.
Faço um adendo, mãe, pai e amigos.
Bom, mas e aquele filme que me influenciou a ser assim?
E mais, aquelas pessoas na rua que me fizeram refletir sobre o que quer que seja e que acredito agora?
Ok, sou mãe, pai, amigos, filmes e gentes.
Certo, mas e cadê eu nisso tudo?

Acabo por acreditar ser a tendência a ser influenciado por A ou B, mas mesmo essa crença pode ter origem em outras coisas ou pessoas.
Tornando a coisa formal, digamos que o "eu" de agora seja x, o tempo seja t e as informações sejam i.
Para saber quem sou hoje, o cálculo seria:



Então fica fácil, sou o .