quinta-feira, 7 de abril de 2016

Ponteiro

Foi-se o tempo, agora é fato.
Cortou como foice, agora desafeto.
A foto é um coice onde a cor esmaece.
A face era prece, a pressa era posse, a praça era medo.
O cabelo ralo, a carta, o quarto, agora tropeço.
A data é mais uma, a roupa ainda suja e eu já não pareço.
Por fim, por mim privado vou embora mais cedo.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Soulspiro

I'm not ready to write or desire.
To look or close my eyes.
To find me a beast and accept it.
To cry in front of you.
To be weak and at the same time to be strong.
I'm just not ready,
yet.